Especialista em Sherlock Holmes morre estrangulado

da France Presse, em Londres
Condensado de Folha de São Paulo, 25/04/2004

A Justiça não conseguiu descobrir se a morte de um especialista em Sherlock Holmes, encontrado estrangulado com um laço apertado por uma colher de pau, em sua casa de South Kensington, Londres, se trata de um homicídio ou de um suicídio, informaram fontes judiciais.

O juiz encarregado da investigação afirmou na sexta-feira que as circunstâncias da morte de Richard Lancelyn Green, 50 anos, que ultimamente estava paranóico, são “pouco comuns” e que os elementos são insuficientes para decidir se foi um assassinato ou um suicídio.

Lancelyn Green, autor de um livro sobre o escritor Sir Arthur Conan Doyle e ex-presidente da Sherlock Holmes Society de Londres, foi encontrado mês passado em sua cama cercado de bichos de pelúcia e uma garrafa de gim.

A morte misteriosa relançou os boatos sobre a “maldição de Conan Doyle”, já que várias pessoas ligadas ao criador de Sherlock Holmes, incluindo seus dois filhos, morreram jovens ou tiveram que enfrentar batalhas legais sobre a propriedade dos arquivos do autor desde sua morte em 1930.

Richard Lancelyn Green estava envolvido em um processo judicial para tentar impedir um leilão dos arquivos de Conan Doyle na Christie’s.

“O estrangulamento por garrote ou o auto-estrangulamento por garrote é pouco comum. Vi apenas um caso em 30 anos”, disse o médico Colin Berry, responsável pela autópsia.

Anúncios
Esse post foi publicado em Jornais e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s