Riso e charme contra Herlock Sholmes

Condensado de O Estado de São Paulo, 26/02/2008

Veja os alvos de Arsène Lupin, ladrão francês que é o anti-Sherlock

Arsène Lupin contra Herlock Sholmes. Não, Maurice Leblanc (1864-1941) não se enganou no título de um de seus livros mais conhecidos. Bom francês como era, só queria emplacar outra brincadeira destinada a fazer ferver o sangue dos ingleses. O próprio personagem – um ladrão de casaca – havia sido idealizado pelo jornalista para ser o oposto do detetive.

Fora a óbvia questão sobre o lado da lei em que estavam, Lupin é um mulherengo inveterado, enquanto Holmes se mantinha longe das saias. E esbanja humor na mesma medida que o inglês pragueja.

Montar um tour para tal personagem é um desafio – talvez por isso não seja possível encontrar nada organizado. Afinal, como reunir em um pacote países tão distantes quanto Turquia e Uruguai? E incluir castelos e mansões por quase toda a Europa?

Na capital francesa, melhor rodar no Museu do Louvre, chamariz para um ladrão de fino trato. Tanto é que ele cogitou tirar do primeiro andar a famosa Monalisa.

Faria falta não ver a Prisão de la Sante, no 14 arrondissement, de onde o mestre do disfarce saiu a pé, em uma fuga extraordinária. Com direito a passar pela Galeria Lafayette e no Bois de Boulogne, nada recomendável à noite. Isso com o detetive Ganimard no encalço.

A fuga está em A prisão de Arsène Lupin, primeira aparição do charmoso ladrão, em 1905. A provocação contra Sherlock foi publicada alguns anos depois – Lupin vence. “É uma grande humilhação… o que dirão todos quando souberem que você, Herlock Sholmes, e eu, Wilson, fomos feitos prisioneiros por Arsène Lupin?”, indaga Wilson, clone de Watson.

Apesar de Leblanc ter escrito em Londres, era na casa de Etrait, na costa normanda, que ele se sentia à vontade. Na Residência Lupin, a 200 quilômetros de Paris, o visitante é convidado a entender a mente do ladrão, solucionando com ele o Enigma de l’Aiguille Creuse.

Fãs de jogos de computador podem investir em um roteiro diferente, proposto no Sherlock Holmes versus Arsène Lupin, para PC. A disputa, desta vez, é na Londres de Sherlock. E as paradas são: British Museum, Nattional Gallery, Torre de Londres e Buckingham Palace, de onde Lupin prometeu tirar cinco peças de grande valor em cinco dias.

Esse post foi publicado em Jornais e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s