Pietri, o maratonista de Conan Doyle. Elementar.

Condensado de Veja, 03/08/12

Dorando Pietri

Dorando Pietri

Imagine um Michael Phelps bem mais baixo, fraco até. Acrescente um bigodinho, um jeito de ser quase dickensiano, e pronto. Eis o primeiro atleta transformado em celebridade da história olímpica. Agora que começaram as provas de atletismo – as mais espetaculares e indeléveis, e sabendo que a maratona feminina acontecerá neste domingo – é hora desta Loja de Antiguidades revisitar o italiano Dorando Pietri, maratonista da Olimpíada de 1908, também realizada em Londres. A fama de Pietri rodou o mundo inteiro e quem ajudou a espalhá-la, sem Twitter ou Instagram, foi Arthur Conan Doyle, elementar, ninguém menos que o criador de Sherlock Holmes, personagem que nasceu com Um Estudo em Vermelho, de 1887. Conan Doyle trabalhava para o diário Daily Mail. Era um ótimo repórter, evidentemente já reconhecido pela literatura. Alguns dos relatos da aventura de Pietri na Londres do rei Eduardo VII e do primeiro-ministro Herbert Henry Asquith nasceram da pena do escritor.

“O grande desempenho do italiano não poderia nunca ter sido apagado das grandes marcas do esporte, seja lá qual for a decisão dos juízes”, escreveu Conan Doyle. Mas afinal, o que se deu com Pietri? Ele foi o primeiro a entrar no estádio White City, mas só conseguiu cruzar a linha de chegada amparado por dois juízes. No caminho, tinha tomado estricnina, então autorizada. A ajuda oficial resultou em sua desclassificação, e o americano Johnny Hayes acabou herdando o ouro. No dia seguinte, porém, a rainha Alexandra concedeu a Pietri um troféu em reconhecimento a seu esforço e uma simbólica medalha de prata. Aquela chegada, heroica, sim, antecipou em 70 anos e 90 anos, dois outros memoráveis episódios envolvendo a mais antiga das provas gregas. Em 1984, a suíça Gabrielle Andersen-Scheiss emocionou o mundo ao se arrastar, caindo, sem coordenação motora, até a linha de chegada no estádio olímpico de Los Angeles. Em 2004, o brasileiro Vanderlei Cordeiro de Lima foi derrubado e afastado para fora da pista por um fanático religioso quando liderava a prova. Chegou em terceiro lugar. Ambos são filhos de Dorando Pietri, o segundo mais famoso personagem de Conan Doyle depois de Sherlock Holmes.

Anúncios
Esse post foi publicado em Revistas e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s